Páginas

18/12/2009

Desvelando o feminino


Caros homens... não há tantos mistérios a serem descobertos. Se não nos entendem, É porque nos mantiveram presas em seus castelos. Nossas vulvas não são caixinhas de música e as peças não se encaixam como brinquedos. Qualquer homem que se dedicou a conhecer o cativeiro, não encontrou problemas em desvendar nossos segredos, nosso corpo. Não é, se não, um outro corpo, por onde o sangue circula. Já nos cortaram a pele com navalhas, Já nos estupraram sem culpa, durante séculos, vivemos em vossas senzalas. Simplesmente não lhes daremos armas. Os homens construíram suas prisões, jogaram fora as chaves de nossas muralhas. É hora de declarar guerra e derrubar a barreira que nos separa!
Somos seres que assim como vocês, sentem dor, fome, solidão, desejos e vontades.
Amamos e odiamos, sorrimos e choramos, não somos assim tão difíceis de entender. Basta se dedicar, ser sincero e perceberão que é nosso mistério que nos faz tão especiais.
Se não nos entendem é porque subiram em um trono de soberba que os fez perder o contato e o controle sobre vocês mesmos. Como querem, hoje, nos tentar entender?
Apenas nos amem, nos respeitem e nos acarinhem...

Um comentário:

  1. Oi Amada, visite meu outro blog...rsss.. www.fazendoartemogi.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário para nosso blog, com eles poderemos melhorar e aprimorar nossos textos e abordagens!!