Páginas

13/10/2018









Dia 18, as 18 horas, por apenas 18 minutos!

Estamos todos passando por um Fortíssimo momento de transição energética, social e política, o que na realidade é a mesma coisa quando observamos.o movimento do alto, como as águias. Nada está separado.
Estamos errando em nosso intento.
Estamos focando nossas energias em uma determinada pessoa quando na verdade essa pessoa é apenas a ponta do iceberg.
Estamos nos distraindo e sentindo raiva, entrando portanto na mesma frequência que queremos "combater".
Se querem um bom combate, em primeiro lugar precisamos focar na "onda densa" que vem se apossando dos corações. Enquanto focamos em uma pessoa, a onda ganha força descomunal, principalmente porque alimentamos ela com nossa raiva e indignação.
Precisamos nos reorganizar no amor.
Não podemos tirar nossas espadas da bainha e partir pro ataque. Não estaremos sendo diferentes daquilo que não queremos, estaremos sendo a exata cópia, espelho e dessa forma nada mudaremos.
Nosso sentir e nosso comportamento deve ser o oposto.
Eles emanam desavenças. Nós precisamos ser a coerência.
Eles emanam separação. Nós precisamos ser mãos dadas.
Eles emanam desconfiança. Nós precisamos olhar nos olhos.
Eles querem armas. Nós precisamos ter a bandeira branca nas mãos.
Eles amaldiçoam. Nós precisamos ser a benção.
Eles são racistas. Nós somos a miscigenação, com honra.
Eles são homofóbicos. Nós somos o acolhimento.
Eles são cruéis. Nós somos o ungüento que cura.
Eles são a violência. Nós PRECISAMOS SER A PAZ.
Eles são a barbárie. Nós somos a pacificação.
Eles são a cruz da violência. Nós somos a ressurreição.
Eles querem tirar terras dos índios. Nós somos a cara pintada e a dança na fogueira.
Eles tem farda. Nós somos a natureza viva.
Assim, dessa forma, convidamos todos a participarem dessa meditação pela paz. Serão 18 minutos onde nosso coração precisa estar alinhado com a luz divina e essa energia tem a capacidade de neutralizar a onda de horror que vem chegando, qual tsunami, destruindo o que tem pela frente. Nós somos a reconstrução.
Apenas 18 minutos no dia 18 as 18 horas.
Apenas 18 minutos de seu amor emanado, tem a capacidade de harmonizar, equilibrar e restaurar a paz.
Não estamos sozinhos. Há um universo inteiro voltado para nós auxiliar.
Há seres das frequências mais elevadas que já estão conosco.
Não é contra UMA PESSOA, mas a favor da maioria que vibra no amor.
Não é contra UMA PESSOA, mas pela dissipação dessa fumaça negra que vem intoxicado pulmões, deixando rastro de tristeza e desalento.
É a favor da vida.
Vem com a gente.
Vamos rezar nosso país.
Vamos rezar pelo fortalecimento da luz.
Vem com a gente.


Acenda.o fogo sagrado.
Fogueira
Caldeirão
Vela
Mas tenha a chama acesa em você e na sua casa.
O fogo sagrado sana, transmuta, cura.
Vem com a gente, ser responsável pela harmonia daquilo que tanto ansiamos: A PAZ E O AMOR!

Rose Kareemi Ponce

26/09/2018








Tenho dito que precisamos voltar a rezar e muitas pessoas têm compreendido isso como algo “religioso”. Não é.

Isso não é um chamado para uma oração tradicional, escritas e conhecidas. É um chamado para um rezo nascido no coração e colocado em prática nas ações. É um chamado para tornarmos nossa vida um rezo diário.

Como conseguimos isso?

Prestando atenção em nossas ações, em nossos sentimentos, em nosso verbo. Estamos todos sendo chacoalhados, colocados de frente a um espelho para nos questionarmos o que realmente estamos fazendo de nossas jornadas. O que efetivamente estamos fazendo para tornar o mundo o tão sonhado Éden que todos procuram, mas que estamos longe de alcançar, porque estamos vibrando muito densamente ainda. Não mudamos padrões, mas queremos que o mundo mude.

Estamos sendo chamados a caminhar na Verdade, a deixar de lado nossos preconceitos, nossos dogmas e paradigmas, nossas meias verdades e mais ainda, sendo chamados a prestarmos atenção em nossas falhas pessoais, somente elas nós podemos mudar. Estamos sendo chamados a olhar para nós mesmos e cada vez mais esse espelho está ficando claro, translucido, e estamos enxergando o mundo exatamente como somos não como queremos, ou acreditamos.

Estamos sendo chamados a Despertar a consciência humana primeiro, para depois a elevarmos. Não conseguiremos vibrar numa freqüência elevada senão nos alinharmos aqui e agora, entre nossos irmãos. Enquanto houver em cada um de nós sentimentos como: inveja, raiva, medo, vergonha ou culpa, enquanto ainda julgarmos, não conseguiremos elevar essa freqüência e estaremos abrindo passagem para que essa “onda” de sombras que chega forte, porque estamos dando espaço, tome conta cada vez mais da nossa realidade.

Quando falo que precisamos rezar é porque não adianta nos ajoelharmos pedindo para que o mundo seja de paz e amor, se ao nos levantar, nossos joelhos não se dobram para ajudar um irmão em situação de rua, para ajudar um irmão que caiu. Hoje paramos para fotografar e filmar, mas não estendemos as mãos.

Quando falo que precisamos rezar é para que nos tornemos esse rezo. Sejamos a primeira ação daquilo que queremos. Uma oração só tem força quando nasce em um coração pleno de amor. O universo responde por que compreende a freqüência, pois Tudo é amor. Apenas nós que desafinamos nossas músicas da alma.

Hoje, quando um irmão erra, nós já estamos com o dedo em riste para penalizá-lo, mas, todos pregamos o acolhimento, a ajuda para que haja cura das almas, desde que seja apenas para aqueles a quem minha régua encontre um “igual”. Desde que se mantenha dentro do “meu conceito pessoal” de certo ou errado, merece ou não merece.

Quando falo que precisamos tornar nossa vida um rezo é para que ao nos ajoelharmos nos lembremos de agradecer a oportunidade de poder ser instrumento, da vida que brilha a cada manhã, ao alimento no prato e que possamos nos colocar a serviço do irmão que nada tem, dos menos favorecidos, dos que erram, dos que pedem as mãos, dos que se distraem, somente assim estaremos transformando este planeta no lugar que sonhamos.

Sejamos um rezo.

Cada coração. Cada alma que aqui habita.

Não vamos nos permitir entrar na onda do irmão que está com medo ou ira. Vamos aquecê-lo com nossa paz e amor. Aqueles mesmos sentimentos que tanto queremos.

Vamos rezar!

Vamos nos tornar a ação do rezo e entregar nossos corações ao divino, tenha ele a cara que tiver, a forma que tiver, não importa o mapa que tenha em mãos, colocando seu coração como bússola o rezo acontecerá!




Rose Kareemi Ponce

21/09/2018







(Pra quem pensa em caminhar sendo uma rezadeira/curandeira, entenda que somos alvo)



Ela era uma rezadeira. Daquelas que amam o que fazem, que está sempre disponível para uma reza, um abraço, um conselho amoroso.
Vivia numa cidade pequena, pouco mais de quinze mil habitantes, a maioria deles tinham suas casas na “roça”, como se dizia por ali. Gostava do silêncio e do canto dos pássaros. Amava o cheiro da terra molhada quando chovia.
Ela atendia pessoas em sua casa, benzia suas crianças, ia até suas residências quando necessário e pedido, ela não se recusava nunca a atender aos que pediam por seus cuidados.
Muitas pessoas não sabendo de seu caminho batiam palmas para pedir o mal. Separação, morte, doenças. Ela colocava as pessoas para dentro de sua casa e amorosamente explicava-lhes que não fazia maldades, que seu caminho era rezar pelo bem de todos e isso não podia ser maculado por maledicência, magias negativas, desejo do mal ao outro. Ela só rezava pelo bem, seguia os ensinamentos de Cristo, ainda que não fosse a igrejas, Ele era seu maior mestre e Maria sua mãe, sua guia e conselheira em todos os caminhos trilhados.
Ela seguia sua jornada, cuidando de sua vida, sua casa, família, e ajudando a todos os que com ela cruzavam. Coração com coração, sempre, dizia ela.
Pessoas continuavam indo e vindo, algumas pedindo rezos e sendo atendidas e outras, solicitando o mal e saindo muitas delas, com raiva por não ter seus desejos de vingança e falso amor, atendidos. Essas mesmas pessoas, que não foram atendidas em suas baixas vibrações, em seus desejos cruéis de maldade, espalham pela cidade a pólvora da maledicência, mas, se dizem caminhar sob os passos do Mestre.
A “bruxa má” da cidade é aquela para onde correm os que precisam em seus momentos de aperto, de desejo por um rezo. Muitos saem em paz e gratos, outros apenas saem, levando consigo o que trouxeram: suas raivas pessoais.
Ela segue, sabendo que na esquina há quem fale dela sem ao menos conhecê-la, mas ainda assim segue, pois seu compromisso é com o Amor e, nem todos estão disponíveis para ele verdadeiramente.
As pessoas têm medo do desconhecido, pensava ela e, o que as pessoas falavam dela não a tornava quem ela realmente era!
Ela seguia, rezando e cuidando, pois esse era seu contrato sagrado.
Ela seguia esses ensinamentos:
“Amai ao próximo como a ti mesmo”
“Não julgueis”
“Não turves vosso coração”
Assim É!


Rose Kareemi Ponce

(uma história real)

19/09/2018



Uma coisa é estarmos com raiva de um partido, outra é jogar nosso país na lama, no fascimo, no medo e consequentemente, no ódio!
Tenho certeza que se você apenas parar para respirar apenas um pouco, sua consciência vai dizer que não: Você não quer ver seu nome relacionado a isso, nem a armas, assassinato, preconceito, racismo, falta de cultura, violência. Tudo o que você quer é um país melhor, para você, sua família, amigos e assim somos todos nós. Eu não estou aqui para falar sobre política, estou aqui para falarmos sobre nossos filhos, netos e sobre nós mesmos. Nenhum de nós quer o nome associado a nada disso, nem a pessoas assim. Muitos de nós está apenas cansado de ver tanta porcaria acontecendo, tanta falta de justiça, tanto medo no ar. De verdade não me importa em quem você vai votar, me importa saber que você NÃO vai querer ter como nosso maior representante alguém que caminha tendo como compromisso, todas essas coisas que foram acima relacionadas. Tenho certeza que você não quer armas, busca paz. Você não quer separação porque você também tem empatia, também se emociona com a dor do outro, não quer ver ninguém passando fome, nem irmãos levando tiros, muitos sendo inocentes e muitos ainda, morrem sem saber de onde veio a bala, crianças e anciões inclusive.
Uma coisa meu irmão, é não querer este ou aquele no poder, outra é voltarmos aos tempos onde os capitães mandavam e nós, o povo, apenas abaixávamos a cabeça e obedeciamos, sem direito sequer a pensar.
Tenho certeza que você reza, que pede a Deus por todos os seres, afinal seu maior Mestre e Salvador ensinou: Amai ao próximo como a ti mesmo!
Tenho certeza de que você quer o mesmo que todo o resto de nós, brasileiros: nossa capacidade de ser feliz, de tomar nossa cerveja com nossos amigos com aquele desconhecido que apenas por atração, se achega em nossa mesa. Tenho certeza que você já abraçou um desconhecido no gol da copa, ou mesmo quando seu time foi campeão. Você não perguntou a qual partido ele está filiado ou em quem ele vota.
Você apenas deixou seu coração falar!
Tenho certeza de que lá no fundo do coração, você não se importa se o vizinho é evangélico, católico, umbandista, ateu...porque no fundo você sabe que ele é uma pessoa do bem, assim como você.
Tenho certeza de que a cor da pele não importa pra você, porque no fundo, assim como seu mestre, você sabe que o importante é o coração, afinal foi Deus quem criou a diversidade e quem somos nós para contestá-la!
Tenho certeza de que você quer seus filhos brincando nos parques sem medo do vizinho "legalmente armado" e enfurecido, atire para descontar suas frustrações e atinja seu filho ou os filhos de alguém.
Tenho certeza de que você quer cultura, afinal você curte uma boa musica, um show, um bom teatro e gostaria de deixar esse gostar para que seus filhos cresçam sonhando!
Tenho certeza de que tudo o que sua alma pede é a paz que você viveu na infância ou que ouviu falar...tenho certeza de que você quer amar e receber amor;
Por isso tudo, tenho certeza que você não quer seu nome vinculado a isso!
Não pense, porque a mente muitas vezes alimentada pelo fígado, nos leva a caminhos tortuosos.
Sinta e respire fundo...o que seu coração realmente quer?
Que Deus nos ilumine à todos e nos faça sentir com o coração o caminho que estaremos semeando a partir de hoje, lembrando que nossos filhos estarão recebendo essa herança!

Rose Kareemi Ponce

#Elenão
#EleNunca






Nós benzedeiras, somos semeadoras do plano divino, espalhando num sopro, amor por todas nossas relações!

Rose Kareemi Ponce